Os adolescentes são particularmente vulneráveis ​​ao vício por alguns motivos. A primeira é que seus cérebros estão conectados para incentivar a tomada de riscos, a coragem, a descoberta, a exploração e um maior alcance no mundo. Alguns adolescentes estarão mais ligados a isso do que outros, mas o potencial estará presente em todos eles. Isso é ótimo e é o que eles devem fazer, mas é fácil ver como esses mesmos 
pontos fortes podem causar problemas.

A segunda razão pela qual todos os adolescentes são vulneráveis ​​é porque seus cérebros estão em um ponto crítico de desenvolvimento. Pense nisso como uma ponte que está no meio da construção. Se essa ponte for exposta ao tráfego antes de ser concluída, ela será quebrada, às vezes irreparavelmente. Se a mesma ponte for exposta ao tráfego quando for concluída, ela suportará a maioria das tensões e tensões às quais está exposta. Os cérebros adolescentes estão no processo de formação de bilhões de novas conexões "pontes" entre células cerebrais e entre partes do cérebro. Se estes são alterados ​​em momentos críticos, o dano pode ser devastador e dificultará a formação de um cérebro adulto saudável. O período crítico durará até os 24 anos de idade.

Os adolescentes também estão ligados a se concentrar mais nos potenciais positivos de uma situação e menos nos negativos. Isso é normal e, nas situações certas, apoiará a coragem, o florescimento e a expansão do mundo à medida que eles chegarem à idade adulta. É através do risco que eles aprendem novos recursos e novos pontos fortes, mas é claro que a linha entre exploração saudável e comportamento arriscado pode ser suficiente para caber nos olhos de uma necessidade que não exige problemas.

Esse tema deve ser abordado em escolas e em atividades educativas, por isso o site Mundosemdrogas.org.br disponibiliza APENAS PARA EDUCADORES um kit informativo com intuito de promover atividades de educação sobre as drogas. Para receber este guia grátis é necessário acessar o site preenche o cadastro.

ATENÇÃO - Caso esse material não seja utilizado para fins de promover atividades de educação, com apresentação de documentos, a Fundação para um Mundo sem Drogas pode, a critério dos seus responsáveis, efetuar a cobrança das despesas de envio.