Solicite Amostras Grátis de Fraldas desenvolvidas para quem possui incontinência urinária


Seu cérebro diz que você não precisa usar o banheiro, mas sua bexiga discorda, resultando em um vazamento. A incontinência urinária pode ser inconveniente e embaraçosa, mas também é comum. Milhões de americanos com mais de 60 anos sofrem com isso. Embora a incontinência urinária seja mais prevalente em adultos mais velhos, ela não faz parte normal do processo de envelhecimento. 

Existem três grandes categorias de incontinência urinária: noctúria (acordar várias vezes à noite para usar o banheiro), incontinência de urgência (você tem vontade de ir embora, mas a urina sai antes de estar pronta) e a mais comum, especialmente para mulheres - incontinência de estresse (vazamento quando tossir, espirrar, rir ou pular em um trampolim).

Antes de parar de rir de piadas ou pular de trampolins, você deve saber que a incontinência por estresse é tratável e não há motivo para que isso afete sua qualidade de vida. O urologista da Mercy Clinic, Dr. Matthew Kincade, tem sete coisas que você deve saber sobre como parar os vazamentos. 

    1- Não tenha medo de falar com seu médico. Depois que você fizer isso, perceberá que foi o grande negócio. Lembre-se, seu médico já ouviu tudo. 

    2- Mantenha um diário da bexiga. Você pode criar seu próprio modelo ou usar esse modelo para anotar a data, hora, nível de urgência, número de vazamentos etc. Pode ser um ótimo recurso quando você e seu médico discutem opções de tratamento. 

    3-Mantenha um peso saudável. Estar acima do peso pode exercer pressão extra sobre os músculos do assoalho pélvico e contribuir para a incontinência. 

    4- Parar de fumar. Fumar geralmente leva à tosse, o que aumenta a tensão nos músculos do assoalho pélvico. 

    5- Considere fisioterapia. Se os músculos do assoalho pélvico foram esticados, eles não conseguem conter a urina como deveriam. Seu médico provavelmente recomendará fisioterapia como seu primeiro passo no tratamento para ajudá-lo a recuperar o controle desses músculos.

Você sabia que existe um site enviando amostras grátis de suas fraldas desenvolvidas especialmente para pessoas que possuem esse problema? Acesse agora e faça seu cadastro, é rápido e fácil mas só peça se realmente você estiver precisando. 

0 Comentários